hero_03.jpg

Malnutrição e consequências

Aprenda a identificar os sinais

Consequências do tratamento 

As náuseas, a perda de apetite, a alteração de paladar e o cansaço são apenas alguns dos efeitos secundários que o doente oncológico poderá apresentar durante o tratamento. Verifica-se também, com frequência, a perda de peso não intencional.

Garantir que doente consegue ingerir uma adequada quantidade de energia, proteínas, vitaminas e minerais é benéfico durante este período.
 

Identificar os primeiros sinais de malnutrição

 

  • Perda de peso não intencional nos últimos 3 a 6 meses
  • Cansaço frequente
  • Fraqueza muscular
  • Efeitos secundários da terapêutica, como por exemplo, dor ou secura na boca ou garganta, náuseas e diarreia - que influenciam o apetite e a ingestão de alimentos

Alterações que podem influenciar o estado nutricional 

  • Perda de apetite
  • Alterações do paladar
  • Inflamação da cavidade oral (mucosite), dor ao engolir e/ou mastigar
  • Náuseas e/ou vómitos
  • Problemas digestivos, obstipação ou diarreia
  • Exaustão, cansaço e fadiga
  • Depressão
  • Perda de peso

É importante uma atitude positiva e manter-se ativo 

Partilhamos alguns exemplos para o ajudar:

  • Fale com amigos e familiares sobre os seus sentimentos e receios. Não tem de carregar sozinho as suas preocupações.
  • Se possível, tente fazer exercício físico regularmente: caminhando, andando de bicicleta ou até realizando um treino ligeiro todos os dias. O exercício ajuda a fortalecer os músculos e a melhorar o estado emocional.
  • Uma relação baseada na confiança com os profissionais de saúde que o acompanham é um dos requisitos mais importantes na gestão da doença oncológica. Aproveite a experiência e o conhecimento dos médicos especialistas e dos nutricionistas, e esclareça as suas dúvidas.
3colume_bike.jpg
Tina_02.jpg

Saiba como a Cristina obteve ajuda

A terapêutica abalou muito a coragem e a motivação da Cristina, no entanto ela quis perceber como poderia contribuir na melhoria do seu próprio tratamento. Pediu ao seu nutricionista informações sobre o que poderia fazer para contrariar a perda de peso e a fadiga.

Ao alterar os seus hábitos alimentares, conseguiu evitar perder mais peso, e através da melhor ingestão de nutrientes e energia, melhorou a tolerância aos tratamentos.